Estamos quase no ano de 2011 e já temos plena certeza de que hoje em dia tudo acontece muito rápido. Rápido mesmo. E na área da tecnologia, particularmente, essa velocidade é absurdamente maior.

Você já percebeu como todos os eletrônicos que você compra ficam rapidamente obsoletos? De todos os eletrônicos que você possui, o computador ocupa a primeira posição na lista dos que “envelhecem” mais rapidamente. É impressionante. A cada dia surge uma novidade, e o seu computador, que era o top de linha, já passou a faixa para um modelo mais avançado.

E assim os dias passam. Em míseros seis meses, um computador padrão de mercado já começa a usar bengala. Os mais modernos conseguem resistir um pouco mais, mas em resumo, o ciclo de vida de um computador não passa de um ano. Isso se deve à velocidade com que surgem novos programas (os softwares) e com que os mesmos são atualizados, exigindo cada vez mais memória RAM, disco rígido, processamento… Enfim, exigem um upgrade de hardware. Trocando em miúdos, a troca do computador.

Não se iluda com o pensamento de que o computador “vai ser usado só para digitar trabalhos e navegar na Internet”. Parece que isso é pouco, mas para que você consiga visualizar os sites corretamente, é necessário ter o seu navegador sempre atualizado, sob pena de não poder utilizar ou visualizar certos recursos, que vão desde animações e sons até vídeos, projetos tridimensionais ou visualizações via satélite. Você certamente já ouviu falar do Google® Earth®. Pois é. A cada dia são incorporados novos recursos. O mesmo ocorre com os sites da web. E haja memória e processador para conseguir executar tanta coisa! Isso sem falar nos gamers, aquela turma que usa o computador para jogar. Aí sim: haja hardware!

O maior objetivo com este post é conscientizar as pessoas de que, no geral, é muito mais interessante ter um computador médio e atualizá-lo a cada 6 meses, do que gastar uma fortuna com um computador melhor, para depois de um ano ter que investir em atualizações (trocar memória, disco, processador). O mesmo vale para os notebooks. Inclusive, se você puder, invista em um notebook. Ele faz tudo que o computador de mesa faz, com a grande vantagem de ser portátil, além de economizar energia elétrica.

Pense bem antes de adquirir um computador. Não caia em armadilhas.

Um grande abraço e, se você tem algum comentário sobre este tópico, não deixe de nos escrever.

Atenciosamente,

Equipe Veloturbo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor, preencha o campo *